A9R1uvrjbf_1csybc7_fc.jpg

DIANA BONAR

Especialista em Transformação de Conflitos 
e Estudos da Paz 

Especialista em Transformação de Conflitos e Estudos da Paz pela Chulalongkorn University, na Tailândia.Pós Graduada em Mediação de Conflito; Pós Graduada em  Gestão de Projetos pela FGV e Dom Cabral, Formada em Relações Internacionais pela PUC- Rio. Embaixadora do Institute for Economics and Peace. Membro da Comissão de Gestão de Conflitos da OAB - Niteroi. Membro do Cletivo CNV Brasil e da rede GSMP, mulheres empreededoras em impacto social para o empoderamento feminino. 

Acumula 10 anos de experiência na área de mediação e gestão de conflitos, e prevenção de violência em áreas afetadas pelo crime e violência. Por 6 anos coordenou a área de Treinamentos e Desenvolvimento  Institucional da Organização Internacional de Prevenção de Violência Luta pela Paz. Atualmente é consultora e treinadora em gestão de conflitos e comunicação não-violenta para grandes empresas, agências do governo e ONGs. 
 
Diana sempre teve um pé no Oriente e um entorno multinacional. Com 1 ano de idade estava no Japão e lá morou até os 4. Seu pai escocês falava inglês, sua mãe em português e o país em japonês. Confusa, começou a misturar os 3 idiomas em sua fala. Desde pequenina aprendeu sobre o conceito de KI, força interior, e praticava meditação com seu pai, médico e mestre em Artes Marciais. Quando sentia dor fazia um mudra com seus dedinhos e concentrava seu KI onde precisava. Cresceu acreditando nas energias do universo e lendo os livros de psicologia e parapsicologia da sua mãe, que explicava o funcionamento dos complexos e traumas no ser humano. Sua mãe educava suas filhas com muito acolhimento emocional, paciência e diálogo. Sua irmã Priscila, sua defensora desde cedo, e ao mesmo tempo sua oponente de brigas idiotas. Foi com ela suas primeiras experiências de raiva, implicância, agressões físicas e também seus aprendizados sobre arrependimento, apoio, amor e perdão. Entre tapas beijos cresceram grande amigas. 
 
Aos 17 anos Diana retorna ao Japão, dessa vez como embaixadora Mirim através do Rotary Internacional. Ganhou prêmios pela sua fluência em japonês, e esse conhecimento foi o que a proveu com recursos financeiros durante a faculdade de Relações Internacionais. Bolsista , recepcionista de curso de inglês e professora de japonês aos fins de semana. Finda a faculdade ela embarca para Eslovênia para apresentar sua monografia em uma conferência, mesmo local onde realiza um projeto chamado Ciranda pela Paz. Ao retornar de Ljubljana fixa residência em Londres, com a única certeza de não querer investir sua energia vital em algo que favorecesse apenas 1 pessoa, gerando concentração de renda e exploração. Foi dessa forma que se atraiu pelas ONGs. 
 
Em meio a uma crise financeira perdeu alguns empregos, foi street fundraiser, vendia sucos e mingau de aveia em Soho, e foi assistente do gerente de um restaurante japonês, novamente o idioma trazendo recursos. Em meio a isso tudo, também em 2008, Diana iniciou seus estudos em facilitação de diálogos e estudos da paz, ainda como voluntária da Peace Brigades International, em Londres. Na época foi selecionada para ser observadora internacional de Direitos Humanos no México, mas devido à uma ameaça do Narcotráfico na região de Guerreros, nenhum voluntário pode viajar. Em 2009 largou tudo em Londres e foi morar no paraíso perdido no interior da Bahia administrando uma pousada à beira mar, e lá ficou por 6 meses, entre artesanato, livros e tentativas de surf e muita praia.

Retornando ao Rio em 2010, depois de alguns perrengues, se envolveu com área de Mediação de Conflitos. Além de inúmeros cursos no tema, também possui um mestrado na mesma área, com foco na Mediação Escolar. Por 3 anos Coordenou a área de Treinamento e Conteúdo do Projeto Educação para Paz (EPP) da Organização Internacional Partners for Democratic Change. O EPP implementou programas de mediação escolar em 7 escolas de zonas conflagradas do Rio de Janeiro. Durante esse tempo, Diana também foi facilitadora e supervisora das atividades de campo, indo semanalmente às escolas e formando turmas de adolescentes nesse tema, uma das funções mais desafiadoras que já teve. Diana pode ser considerada uma discípula da Gail Sadalla, grande mediadora de conflitos com 30 anos de experiência em comunidades e ambiente escolar. Para trabalhar em zonas conflagradas é necessária uma grande dose de habilidades e resiliência que só se aprende vivendo. Desde então, Diana já realizou inúmeros workshops sobre CNV para Diretores, Professores, Empresas e muitas Org do Terceiro Setor.

Em 2013 conclui uma pós graduação em Gestão de Projetos pela FGV e foi escolhida para Coordenar o Programa Rede Brasil da Organização Internacional Luta pela Paz/Fight for Peace, que tem como objetivo propagar sua metodologia de esporte de lutas para prevenção de violência em comunidades afetadas pela violência e pelo crime. E foi assim que começou a caminhar por esse Brasil, de Manaus ao Vale do Jequitinhonha, do Ceará a Minas. A Lpp é uma organização que pode ser considerada um exemplo de CNV estrutural, já que também se baseia nas necessidades do jovens e busca oferecer uma nova estratégia para atendê-las quando todo o contexto oferece oportunidades violentas. Diana se tornou a Coordenadora da área de Treinamentos e Desenvolvimento Institucional da LPP.  Desde então, já capacitou uma equipe de mais de 100 pessoas no Brasil e em Londres, além de outras 21 organizações em todo o Brasil.

Em 2016 participou de uma seleção Global e foi uma das 16 mulheres no mundo escolhidas para participar do Global Sport Mentoring Program. Programa de empoderamento de mulheres através do esporte. Nunca se sentiu tão feliz, leve e autêntica dentre tantas mulheres. Saiu de lá cheia de irmãs. Seu plano de ação de conclusão do programa foi baseado na conscientização de direitos, aulas de defesa pessoal, independencia financeira e treinamentos em CNV.

Em 2017 participou de uma seleção global e foi uma das 24 pessoas agraciadas com uma bolsa de estudos do Rotary International para uma especialização intensa com conteúdo e prática na área de Resolução de Conflitos e Estudos da Paz, e assim morou na Tailândia por 4 meses. Mais uma vez o oriente adentrando sua vida. Absolutamente incrível essa oportunidade! Para quem quiser saber mais é só falar com ela.

Desde a fundação da PeaceFlow, Diana já capacitou inúmeras empresas, ONGs, e Agências do Governo no Brasil e no exterior. 

DIANA BONAR

Travel From:

Rio de Janeiro, RJ

Speaker fee:

A consultar

Solicitar disponibilidade:

TEMAS:
 

  • Gestão de Conflitos com ênfase na Comunicação Não Violenta

  • Parentalidade com Empatia

  • Inclusão e diversidade

  • Mediação Escolar 

 

WEX BRASIL

+55 11 3042 6843
Rua Tuiuti, 2731, sala 2
03307-005 São Paulo/SP

WEX PORTUGAL

T. +351 218 071 841
Whatsapp +351 919 882 109
Alameda Beloura, Ed. nº 4, Sala 0.4
2710-706 Sintra/Lisboa

© Wex Business | Desenvolvido por Magnasubstância

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn